Só precisas de Ti para mudar o Teu Mundo!

Hoje quero-vos falar do primeiro "erro" que cometemos assim que começamos a praticar o Ho'oponopono. Se vos estou a falar disto é porque também eu o cometi.

Foto de: Isa Barros


Quando começas a testar em ti e no teu dia-a-dia esta técnica, a primeira coisa que pensas é que se funciona contigo, imagina o que pode acontecer se todos os membros da tua família também começassem a praticá-la? Imagina o potencial que não seria? Porque afinal são os teus entes queridos mais próximos que de certa forma influênciam a tua vida diariamente. A primeira pessoa a quem eu falei das 4 frases chave do Ho'oponopono foi ao meu filho mais novo. As crianças têm uma capacidade de absorção e de aceitação para o mundo mágico que os adultos não têm, por isso comecei por ele. Foi o primeiro a "decorar" as frases, e sempre que ele vai dormir, os dois, recitamos as frases. Nada melhor do que começar desde pequenino, e não poderia deixar de o fazer. Até aqui tudo bem.


Segunda pessoa, o meu marido. Se existe alguém que me reflecte tudo aquilo que tenho de trabalhar em mim, essa pessoa é definitivamente ele. Mas como é obvio, embora ele já se tenha aberto bastante para as terapias holisticas, o que me surpreendeu bastante, ele ainda não está nessa fase. Explicar a alguém que tudo o que vemos acontecer à nossa volta é reflexo daquilo que se passa dentro de nós, não é tarefa fácil. A aceitação não foi directa. Não significa que ele não acredite, mas as nossas crenças são algo dificil de ultrapassar, especialmente no que toca ao mundo espiritual. Confesso que estava um pouco na expectativa, e fiquei um pouco que frustrada, acho que posso utilizar esta palavra. Mas estava a perder um pouco a noção do que é realmente o Ho'oponopono, e percebi o ERRO.


Onde estou a querer chegar?

O Ho'oponopono é algo para ser utilizado individualmente. A tomada de consciência de que tudo à nossa volta é um reflexo das crenças e memórias que carregamos dentro de nós. No nosso subconsciênte. Se existe algo na minha vida, que me desperta determinadas emoções, será a outra pessoa que tem de "limpar" ou serei Eu? A resposta é óbvia, ou deveria ser. Se eu quero ver resultados na minha vida, terei de ser sempre eu a limpar em mim, a ou as "memórias" que estão guardadas no meu consciênte, que perante determinada situação, vêm ao de cima, para serem vistas, pois estão prontas para serem eliminadas. A cada vez que algo te toca, que algo mexe contigo, são sempre coisas que estão prontas a serem libertadas. Olha para estas oportunidades com novos olhos. Sem julgar se é bom ou mau. São apenas oportunidades para limpares aquilo que o teu Eu Divino sabe que é hora de deixar ir. Não te esqueças de agradecer a oportunidade que te está a ser dada de reconheceres o que precisas de libertar.


Conclusão:


Em vez de tentares fazer com que alguém "limpe" as suas memórias, limpa tu as tuas. Ao limpares tu, essas memórias vão deixar de lá estar, e por consequência, vão deixar de ser refletidas. Imagina o projector numa sala de cinema. Este projector és tu (as tuas memórias), a tela é a tua vida, as pessoas à tua volta. Mesmo que removas a tela, que mudes a posição do projector, a imagem vai sempre a continuar a ser projectada na parede. A imagem só vai mudar, se mudares de imagem, ou se desligares o projector.


Eu costumo dizer, especialmente às pessoas que passam a vida a mudar de sítio, sempre à procura de uma mudança na sua vida: "A mudança vem de dentro, podes ir para uma ilha deserta no meio do oceano, mas aquilo que te incomoda aqui, vai sempre acompanhar-te". Só podes trabalhar em ti! O teu mundo só muda se fores TU a mudar interiormente primeiro.


Desafio:

Cada vez que sentires que algo provoca em ti uma sensação de desconforto, que uma emoção vem ao de cima, repete as 4 frases:

Sinto Muito
Perdoa-me
Eu Amo-te
Sou Grato(a)

Direcciona estas frases para dentro, para a tua Criança Interior, para o teu Eu Divino. A intenção é sempre de dares a autorização de que estás pronta a libertar aquela memória (mesmo que não saibas qual é). Continua a repetir o mantra, até sentires que a emoção muda e, começas a sentir alivio. Aplica a técnica sempre que sentires, sempre que te apercebes que algo está ali pronto a ser libertado. Observa a magia do Ho'oponopono!



Com Amor,

Vera Amorim


30 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

O PERDÃO!