O que Precisas Integrar no Mês de Junho?


Antes de começares a ler a mensagem da carta que escolheste, quero lembrar que esta é uma leitura geral, e que embora para algumas pessoas a mensagem seja mais directa, para outras deverá ser feita uma adaptação, e uma ligação com o que está a acontecer contigo neste momento. Ao escolheres a tua carta, usaste a tua intuição, mas caso a mensagem não ressoe contigo, volta a repetir o processo e escolhe novamente. Convido-te a voltar no final de Junho e deixares o teu testemunho. Pode não fazer sentido agora, mas no final do mês já consigas perceber melhor a mensagem. Grata por participares!


CARTA 1 - GRATIDÃO

23 - O Último Quarto da Lua


Aceita onde estás e agradece. Independentemente da tua situação neste momento há sempre algo pelo que ser Grato. O estado de gratidão eleva a tua vibração. Afasta-te de pessoas negativas. A vida está a conspirar a teu favor.


Eu foco a minha atenção nas coisas pelas quais sou Grato(a).

Quando entramos no último quarto do ciclo lunar, as energias começam a virar-se para uma frequência de rendissão e libertação. Libertar aquilo que já não te serve , implica prestar atenção a tudo o que tens no momento, seja bom ou mau. Esta tomada de atenção e foco vai permitir-te o sentimento de gratidão por tudo o que tens. Sim, tudo! Porque tudo o que aconteceu na tua vida, já aconteceu, e serve sempre como forma de aprendizagem. Mesmo que sintas alguma dificuldade em ver qual é a lição e que ensinamento te trouxe, acredita, um dia vais perceber. Provavelmente quando saires de dentro do drama, e conseguires olhar para trás sem estares muito envolvido com as emoções. Deixa arrefecer, sabendo que existe uma ensinamento.


Se tens dificuldade em encontrar pelo que ser Grato(a) cria uma lista. Vai escrevendo diáriamente uma ou duas coisas. Usa um bloco de notas, uma agenda, ou mesmo no telemóvel. A ideia é teres onde escrever sempre que tens esse sentimento de gratidão e que possas registar logo. Lembra-te da saúde, da família, do trabalho, um lar. Coisas que nem todas as pessoas têm acesso, e que nós acabamos por esquecer, porque afinal, só sentimos falta daquilo que não temos. Alguém dava tudo pelo teu trabalho. Pela tua saúde. Por ter uma família como a tua e ter um sítio onde morar e chamar de lar. Mesmo que esta lista seja pequena, com o tempo vais ver que vai aumentar, tenho a certeza disso.


Assim que tiveres pelo menos 3 coisas na tua lista, cria uma rotina e lê-a todos os dias. De manhã ao acordares, e à noite antes de ires dormir. Coloca uma mão no teu coração enquanto lês. Se o fizeres em voz alta reforça a intensidade. Sente no coração, e sente essa gratidão expandir e envolver-te completamente. Fica nessa frequência o tempo que achares adequado.


Se quiseres levar esta técnica ainda mais longe, faz uma coluna com as coisas que são menos positivas. Agradece ao Universo pela experiência, pelos ensinamentos que essas situações te trouxeram. Mesmo que ainda não saibas o que é, estás a atrair as respostas que precisas.


Ao vibrares na frequência da gratidão, vais atrair mais coisas pelo que agradecer! Estás a enviar a mensagem ao Universo de que estás aberta a receber mais bençãos. Aceita e agradece o que tens e onde estás neste momento presente, no Agora. Vais ver a tua vida mudar.


Se sentires que esta mensagem ressoa contigo, deixa um comentário. E se pensas colocar em prática o exercicio da gratidão, gostaria de saber como correu e se te deu um impulso extra.


Gratidão, Vera


Carta 2 - PACIÊNCIA

36 - Lua de Milho Verde

Aproveita a caminhada, não só o resultado final. Chegou a hora de aprender a ser paciente e evitar a necessidade de gratificação instantânea. Desacelera. Descansa. As coisas estão a acontecer, mesmo que ainda não o consigas ver. Sê gentil e cuida do teu corpo com Amor.


Eu relaxo e desfruto da jornada.

Paciência é a fé no resultado. Estamos a olhar para a semente, mas conseguimos imaginar a flor. Estamos a olhar para um livro que estamos a ler e imaginamos o final da história. Mas aprecias o que estás a ver e viver no momento, em todo o processo. Paciência é a forma de apreciar o processo de frutificação. Muitos de nós escolhemos o que é rápido e fácil . Escolhemos actividades nas quais sabemos que vamos ser bons. Isto não requer de nós um grande processo, nem um grande desafio, mas também não nos vai trazer o sentido de realização. É muito mais difícil quando tens de ter paciência e dominar os processos de aprendizagem. Esperar até as coisas acontecerem. Não é por acaso que se costuma dizer que o que vale realmente a pena demora o seu tempo.


Se há coisa que tenho aprendido com o meu processo de auto-conhecimento foi o de ser paciênte. Sofria (talvez ainda sofra um pouco) do mal de querer tudo para ontem. E quando estás a trabalhar em ti, nas tuas sombras, ainda parece mais urgente. Parece que a felicidade reside no momento em que realizas esse teu objectivo e o foco é só lá à frente, no futuro. Mas paciência é perceber que são estas pequenas vitórias do dia-a-dia que vão fazer ainda mais especial esse momento. O chegares lá e saberes que valeu a pena. E que no entretanto não deixaste passar a tua vida ao lado. Que aproveitaste todos os momentos.


Chega segunda-feira e só já pensas no fim-de-semana? Porque no fim de semana é que és feliz? E que tal aproveitares todos os dias, um de cada vez. Fazeres aquilo que tens a fazer, que só pode ser feito durante a semana, mas fazê-lo de forma presente. Tens de ir trabalhar? E se estiveres a 100% no teu trabalho, a dar o teu melhor, porque naquele momento é o que podes fazer de melhor. Se tem de ser, aceita. Mas aproveita todos os momentos.


Todo o processo de manifestação requer mestria na paciência. Até porque se quiseres que algo realmente aconteça, e acreditas que isso vai acontecer, não precisas de te preocupar, certo? Se, pelo contrário, estás impaciênte porque não chega, a mensagem que estás a enviar ao universo é de que ainda não chegou. Estás a criar resistência!


Como é que durante este mês podes começar a praticar a paciência? Viver o momento sabendo que tudo que é para ti vai chegar no Momento Divino! Aproveitando cada momento com único!


Gratidão,

Vera


CARTA 3 - PROTECCÃO

24 - Lua Minguante

A Consciência Divina (ou como preferires chamar) é uma energia de Amor e Protecção. És amado e protegido. Identifica os teus medos; Podes proteger-te melhor. Confia em ti.


Eu sou amado e sei que estou sempre protegido(a).

Esta carta representa um ciclo da lua que se aproxima da Lua Nova. A Lua Nova representa recomeços. Aqui está uma oportunidade para eliminares a resistência, renderes-te e deixares ir. Para fazeres isso com confiança, podes sentir que precisas de apoio do Universo (Deus, Fonte, Consciência Divina, etc). Esse apoio pode assumir a forma de um sentimento de protecção para o que for necessário. Ajudando-te a tomar coragem para libertares o que precisa ser libertado.


Quando te começas a conectar com esta Consciência Divina, e integras que fazes parte do TODO, aprendes também a integrar esta verdade: Eu Estou Sempre Protegido. Existem vários acessórios (cristais por exemplo a Turmalina Negra) que podes usar para aumentar esta sensação de protecção. Mas sabes o que resulta mesmo? É o facto de tu acreditares, com todas as tuas forças que tens uma equipa de luz que te protege em todos os momentos. Acreditares nisto, mas acreditares mesmo, é mais poderoso do que todos os artefactos que possas carregar contigo. Eu acredito no poder dos cristais, mas também acredito que funciona como um efeito placebo. Na realidade, não precisamos mais nada, a não ser da nossa própria fé e crença de que somos amados e que somos protegidos. SEMPRE!


Em que aspecto esta carta traz uma mensagem para ti? Que medos tens escondidos que precisam vir à superficie? Que trauma trazes da tua infância que te podem estar a bloquear? Sentes que não és amado? Que vazio é este que te impede de acreditar que o Divino está a olhar por ti, e te guia todos os dias, em todos os momentos?


Escolheste esta carta por alguma razão. Essa vozinha que te disse que esta era a tua carta, era a tua mente? Ou foste guiado por algo Superior? Reflecte sobre o assunto. Algo está a querer vir ao consciente para ser curado e integrado. Nada acontece por acaso.


Gratidão, Vera


CARTA 4 - ACEITACÃO

4 - Quarto Crescente

Aceitar a situação presente é o primeiro passo. O passado já não existe, o futuro ainda não aconteceu: existe apenas o Agora.


Eu aceito onde estou e quem sou neste momento.

Quando paramos para analisar as nossas vidas, existe sempre o momento de confrontação com o que realmente é. Esta é uma relalização poderosa, mas com muita frequência negamos esta verdade por ser muito duro aceitar. Muitas das vezes escondemos certas coisas do consciente, mas há um momento em que elas nos confrontam. O passo seguinte é crucial: aceitamos exctamente onde estamos, não importa o quão dificil é, ou retraimo-nos e voltamos para as nossas ilusões e continuamos presos e, sem evoluir?


A escolha de nos aceitar a nós mesmos completamente, e aceitarmos onde estamos neste momento, permite-nos dar o próximo passo no nosso crescimento pessoal. Quando conseguimos colocar os pés bem acentes na terra e afirmar: Sim, eis onde me encontro Agora e Eu aceito-o completamente. Aí conseguiremos dar os primeiros passos com confiança, honestidade e força para seguirmos na direcção de onde queremos chegar.


Aceitar completamente onde estás neste momento, também quer dizer aceitar que pode existir algum caos e desordem até que estejas no bom caminho novamente. O ideal será entrares com um espírito de empolgação em vez de te deixares envolver pelos teus medos. Para isso mantém em mente a imagem de onde queres chegar.


Se escolheste esta carta, é porque estás a precisar passar por este processo de aceitação. Aceita quem és e onde te encontras neste momento presente. Aceita que o passado aconteceu desta forma, e o que está feito, está feito. O que é que te aconteceu que precisa ser aceite? Qual é a tua situação actual?


Aceitar, parece ser algo simples, mas é um processo e pode demorar algum tempo. E depende da situação. Mas é o primeiro passo para seguires em frente. Aceitar é importante porque seja o que for que aconteceu no teu passado, ou no passado recente, já aconteceu e nada o pode fazer mudar. Só te resta aceitar. A única coisa que podes fazer a partir daqui é fazer diferente no presente. Escolher como reages e como respondes a esta situação. E focares-te no que queres para o teu futuro. Aceitação não vem de fora, vem sempre de ti. Ninguém poderá dar este passo por ti. Ninguém. Por isso começa por Aceitar! Aos poucos vais integrar.


Com Amor, Vera


CARTA 5 - FOCO

14 - Quarto Crescente

Foca-te no que tens para fazer Agora. Não ligues a opiniões externas. Se errares, é um erro teu e de mais ninguém. Não percas o Foco. Não disperses a tua atenção em várias coisas ao mesmo tempo.


Eu foco-me com precisão naquilo que quero para mim.

Aquilo em que colocas o teu foco é importante, e significa que é bem provável que consigas agir e fazer acontecer. Tudo aquilo em que te focas estás a alimentar, a energizar. Se há algo que queres fazer acontecer, só tens de te focar nisso e não te deixar distrair por outras actividades, que servem só para te fazer sair do caminho.


Estas distrações podem vir de outras pessoas, ou podem vir de dentro de ti. Das outras pessoas vem na forma de critíca, avisos, até por ciúme ou inveja. Pode vir disfarçado de Amor. É o universo a testar-te através de outras pessoas, para que tenhas a oportunidade de mostrar o quanto o queres. Depois tens as distrações internas. Aquelas que vêm de dentro. Os medos. Os bloqueios. As dúvidas. As crenças. Será que vai dar certo? Será que sou bom o suficiente? O que os outros vão pensar? Será que vou falhar? Será que mereço? Todos estes são exemplos do que te pode distrair do teu Foco. Te fazem sair do teu caminho. Estagnar e não conseguires avançar.


Primeiro passo é deixar de lado as opiniões dos outros. A vida é tua e desde que aceites a responsabilidade das tuas escolhas, ninguém tem de interferir. Ao aceitares a responsabilidade das tuas escolhas, da tua vida, mesmo que algo não funicone a responsabilidade será sempre tua.


Segundo passo é identificar o que está dentro de ti, que te impede de acreditares que és capaz, que és digno de atingires tudo aquilo que queres atingir. Medos e inseguranças, normalmente são crenças que adquires em criança, e que depois com o tempo vão ficando mais marcadas. Situações do dia-a-dia, padrões que se repetem vão reforcá-las. Se alguém no teu passado te fez acreditar que não eras bom o suficiente, integras essa verdade como tua, e vais viver a tua vida sempre com essa etiqueta de que não és bom o suficiente. Mesmo que a vida te vá provando o contrário, esta crença é mais forte e acaba por ganhar. Este é só um exemplo.


Se escolheste esta carta intuitivamente, há aqui algo que te impede de acreditares em ti, e não te deixa estar focado no que queres atingir. Neste mês de Junho, é-te pedido que faças uma avaliação destas crenças. Define claramente os teus objectivos e foca-te naquilo que queres. Sem distrações!


Com Amor, Vera


 

Se sentes que precisas de um apoio extra, ou na identificação de crenças e bloqueios, Cura Energética, uma Consulta ou com uma Leitura de Tarot, envia-me mensagem privada! Podes usar o formulário de contacto no site ou através do Messenger no Facebook.

Com Amor,

Até Breve!

146 visualizações2 comentários

Posts recentes

Ver tudo

IMRAMA